• Print
ADDDUT

O crescimento da produção e do consumo dos insumos derivados do petróleo e do gás natural vem provocando o aumento da demanda por dutos para o transporte dessas fontes de energia de alto valor agregado e, por outro lado, de alto risco ambiental em caso de vazamentos. Além dos danos ao meio ambiente, vazamentos em dutos podem representar significativo prejuízo financeiro às companhias e causar acidentes envolvendo vidas humanas.

Para mitigar os riscos de vazamentos são aplicadas técnicas que buscam identificar as causas e a localização das falhas nos dutos. Sabe-se que vazamentos podem estar ligados ao desgaste natural do material do duto em contato com a substância que transportam. Nesse caso, deve-se levar em conta a estrutura do duto, como sua resistência, diâmetro e espessura, bem como a composição físico-química do fluido, levando-se em conta fatores como viscosidade, densidade, temperatura, pressão e velocidade da substância que é transportada nos dutos.

Fatores externos também são causadores de vazamentos, pois os dutos podem estar tanto sob a terra quanto na superfície, expostos à ação de terceiros e a fatores geo-climáticos; e podem também estar submersos, sofrendo corrosão e o desgaste previstos devido ao contato com a água do mar.

A multiplicidade de fatores encontrados no estudo das causas de vazamentos fornecem aos especialistas dados coletados a partir de sensoriamento ao longo dos dutos. Para a análise dos dados resultantes do sensoriamento e a detecção de vazamentos o mais rápido possível e ainda quando em sua fase inicial, são utilizadas, por exemplo, técnicas baseadas no balanço de volume compensado (Baptista, Rachid & Araújo, 2002) e teste de razão de probabilidade seqüencial (Loupa 1993).

Entretanto, mesmo com toda a pesquisa e aplicação das técnicas de detecção de falhas em dutos ainda não se consegue identificar vazamentos de pequena magnitude. O problema é que é justamente nos pequenos vazamentos que ainda se pode agir para prevenir acidentes e corrigir falhas a tempo de se evitar danos maiores. Grandes vazamentos na malha de dutos são facilmente identificados, porém os prejuízos econômicos e ambientais são catastróficos e, a essa altura, irremediáveis. A identificação de pequenos vazamentos traz a possibilidade de minimizar os danos atacando o problema no seu início.

Outro aspecto a ser abordado na formulação do problema de detecção de pequenos vazamentos em dutos é a dificuldade de obtenção de precisão no diagnóstico de vazamentos, minimizando as constatações de falsos positivos e também as de falsos negativos, ou seja, não indicação de vazamentos já existentes ou a indicação de inexistentes.

O sistema ADDDut tem como objetivo utilizar técnicas de Inteligência Artificial, mais especificamente, Redes Neurais, para a localização de vazamentos de pequena magnitude.

Financiamento: Parceiros: Coordenadora: Início - Término: Laboratório:
Petrobras  - Ana Cristina Bicharra Garcia  - ADDLabs